3 de maio de 2011

Feixe de Luz


Seja um feixe de luz
Que ilumine meus caminhos
Meio às pedras e aos espinhos
Ao ruído e ao trapuz

No fim do túnel, um clarão
Um fulgor ao coração
A pureza que seduz

O fortalecer da aurora
O crepúsculo que revigora
A vida que o Sol aduz

Se tudo adversamente se conduz
E resulta no insucesso
Ainda insisto e te peço:
Seja um feixe de luz.

Guilherme Serafim