14 de abril de 2010

Loop da Vida

Batalhei por justiça para todos
Foi como pular no fogo
E sem remorso, tentei ser Orion,
Orei a um messias leproso

Mas não pise em mim
Travo uma luta interior
Triste, mas verdadeiro
Foi Deus que falhou

No lugar onde tudo é selvagem
Virei a página

E me vi como o herói do dia
Era o que mamãe dizia

Santa raiva ao redor do meu pescoço
Santa raiva em todo o meu corpo
Quebrado, espancado e cicatrizado

Aquilo era o meu mundo
Ciclo incessável que finda ao magnetismo da morte
Aquilo era apenas sua vida
Onde o que não te mata, te deixa mais forte.

Guilherme Serafim



2 comentários: